domingo, 18 de junho de 2017

Mushi Sentai Slyranger - Capítulo 01

Soya! No capítulo anterior...
- Ainda somos muito fracos, nos perdoe, sensei. – dizia Naru abaixando a cabeça em reverencia.
- Não se lamente, Naru. – dizia o Sensei – Vocês já alcançaram um nível surpreendente. Até pouco tempo atrás, mal conseguiam me tocar.
Jethro caminha até um sarcófago, sentindo que estava sendo chamado. Ao tocar a superfície do caixão, uma misteriosa luz inundou seu corpo. Os outros membros da equipe de escavação observaram atônitos à cena.
- O senhor está bem, Doutor? O que houve? - dizia o assistente se aproximando do Dr. Jethro que ficara em silêncio por uns instantes e, então, soltou uma longa gargalhada.
- HAHAHAHAHA!!! Bem? Eu estou mais do que bem!! - Ele abriu a palma da mão e disparou um tipo de raio, que atravessou o peito do assistente e o matou.
- Não desejo sua vida, filho, desejo os seus serviços! Mas, antes de tudo, você deve vestir-se como o príncipe que é! – dizia uma voz enquanto a cena de um dojo sendo invadido e do Sensei Mushi e os outros 4 ninjas era mostrada.
- Vocês precisam ir. – diz o sensei sem tirar os olhos do novo inimigo. – Precisam encontrar o Dr.Jethro, expliquem que são meus alunos, ele vai saber contar tudo o que está acontecendo pra vocês e vai saber o que fazer. – Sensei Mushi olha para os seus quatro pupilos e olha em seguida para Yuu – Eu confio em vocês.
- Mas, sensei...! – ia dizendo Lina ao ser interrompida por Yuu.
- Pessoal, vamos! – ele diz sem tirar os olhos do seu mestre. – É uma missão ninja! Nossa primeira missão!
Lina não gosta nada daquilo. Ela não queria deixar seu mestre, mas os outros saem de lá a arrastando.

==========================================//=====================================================

- Precisamos ajudar o sensei! – dizia Lina querendo voltar.
- Lina, nós não temos a menor chance do jeito em que estamos. – diz Hironobu. – Eu também quero ajudar o sensei, mas é impossível dessa forma.
- Nós precisamos cumprir a missão que nos foi dada. – dizia Naru. – É o que o sensei iria querer.
- Naru tem razão. – dizia Yuu. – Ele está confiando em nós, é a única forma de o ajudarmos agora.
Eles estavam discutindo como fariam para encontrar o cientista que o mestre deles havia mencionado quando escutam um barulho de motor se aproximar. Seguindo o som, eles logo avistam um jipe se aproximar e parar diante deles. Um homem que devia ter mais ou menos a idade de seu mestre abre a porta e sai de dentro. Ele usava um jaleco branco e uma roupa social.

 - Calma! Calma! – dizia o homem ao vê-los se armarem. – Eu vim aqui ajuda-los.
- E quem é você? – indagava Yuu.
- Oh, sim, claro! – o homem ajeitava o jaleco e esticava as mãos. – Eu me chamo Simas, trabalho no laboratório do Dr.Jethro.
-Doutor Jethro?! – Lina estava para se aproximar do rapaz diante deles de forma bem contente quando Hironobu a puxa de volta.
Lina olha pra ele que apenas negava com a cabeça e depois ajeitava os óculos. Yuu se coloca à frente.
- E como vamos saber que está dizendo a verdade? – o rapaz pergunta para Simas, o olhando com desconfiança. – Muito conveniente aparecer assim de repente dizendo o que precisamos.
- Mas, eu estou dizendo a verdade! – dizia Simas um tanto aflito. Ele se aproxima do seu jipe mostrando a logo impressa nele. – Estão vendo?!


  
Eles são guerreiros que lutam nas sombras... Guiados pelos Mushishin, os espíritos insetos... Eles são os ninjas insetos! Mushi Sentai Slyranger!
Abertura: https://www.youtube.com/watch?v=wTm--zamhLw



Passado algum tempo, Marie chega finalmente de volta ao Japão e vai direto para o laboratório se encontrar com Simas.
 - O que houve, Marie? – ele pergunta ao ver a doutora suja de terra e com feições tristes. - Aconteceu algo com você?
- Não... Comigo não... - Marie se põe a chorar, e começa a explicar, entre muitos soluços, o que aconteceu.
- Eu os alertei! Disse que era perigoso se aproximar das ruínas, eles deveriam ter voltado imediatamente após tê-las encontrado!
- Não foi só isso. - dizia ela. - Depois daquele castelo estranho ter saído do nada, três monstros saíram de uma bola de metal e atacaram à mim e Phinneas! Phin me mandou escapar, e ficou lá... Eu receio que ele esteja mo-morto!
- Droga... - dizia Simas dando um soco em sua outra mão - Um humano normal não conseguiria vencer um trio de soldados Kallar!
- O quê?! - Marie estava espantada com a reação do assistente à sua frente - Como pode saber o nome dessas criaturas?
Simas olhou para Marie por um instante e soltou um longo suspiro.
- Venha comigo, doutora. - ele levou a bela moça até um pequeno quarto, onde pegou um estranho aparelho.
- O que é isso, Simas? Parece um controle remoto...
- Está muito longe de ser um controle remoto. Isso é um teletransportador!
Simas pressionou um dos muitos botões, que emitiu uma luz forte, que fez Marie fechar os olhos. Quando os abriu, não estava mais no laboratório. O lugar para onde o teletransportador os levou era enorme, com muitas pessoas indo e vindo. Dezenas de computadores sofisticados, e uma enorme esfera azul tridimensional.
- Que lugar é esse? – ela olhava impressionada em volta. Tudo aquilo parecia surreal.
- Bem-vinda à Base Delux, quartel-general do Projeto SLY! – respondia Simas.
- É incrível... Mas, não entendo: o que é "Projeto SLY"?
- Venha comigo, e lhe mostrarei...
O rapaz começou a andar pelas instalações de Delux. Passando por muitos funcionários apressados, eles finalmente chegaram até uma porta de aço, onde estava escrito "Área de Treinamento". Simas digitou um código na placa numerada ao lado da porta, abrindo-a. O interior era incrível: um grande deserto virtual, onde quatro pessoas usando trajes ninjas e portando armas brancas lutavam contra agressores robóticos.
- Marie, gostaria de lhe apresentar os Slyranger! - disse Simas.
Marie observou os quatro, dois homens e duas mulheres.

- Esse é Sonoda Yuu, escolhido para ser o líder dos Slyranger. - dizia ele se aproximando do ninja de traje todo negro. Logo depois, o doutor se aproxima de outro que usava óculos, seu uniforme ninja possuía partes verdes. – Esse é Hironobu Yasuhiko, mas pode chamá-lo de Hiro... Já esta adorável jovem... - ele segue para o lado mostrando uma garota que parecia ser a mais jovem do grupo. Trajava um uniforme como o dos outros, mas com partes amarelas - É Migarashi Lina.
Simas se move para o lado e encosta sua mão sobre os ombros de outra garota. - Por último, mas não menos importante, essa é Takeuchi Naru. - A jovem era a de menor estatura do grupo. Seu rosto parecia uma obra de arte de tão linda e sexy. Ela trajava um uniforme ninja com algumas partes em azul. Marie notou que os quatro usavam um aparelho no pulso esquerdo.
 - Espera, eu to reconhecendo isso! – ela se aproximava dos 4 e segurava o pulso de Naru que recua no mesmo instante. – Eu trabalhei na criação desse objeto com o Doutor, sempre quis saber do que se tratava. – ela volta seu olhar para Simas. - Ainda não compreendo! O que são esse Projeto SLY e esses Slyranger?
- Muito bem doutora, vou explicar... – disse ele pigarreando e fazendo pose de importante. - Como você sabe, o Dr.Jethro juntou uma equipe renomada de arqueólogos, paleontologistas e cientistas para buscar as ruínas de uma sociedade antiga, perdida nas areias do Egito há séculos. A verdade é que aquelas ruínas são a tumba do Império Vector.
- Imperador Vector? -interrompeu a moça.
- Exatamente! Há centenas de séculos, Vector, liderado pelo Imperador Evee, tentou dominar a Terra com seus poderes derivados da Alquimia. A única coisa em seu caminho era o irmão de Evee, Saag que pôs-se em seu caminho. Como possuía os mesmos conhecimentos de Alquimia do irmão, ele criou os Mushishin, criaturas espirituais que precisavam ser conduzidas por pessoas especiais, que possuíssem o Dom da Magia dentro de suas almas. Ele escolheu cinco dessas pessoas, e os batizou como Slyranger. Os Mushishin e seus companheiros deram suas vidas para vencer o Império Vector, e derrubaram seu Castelo Flutuante Daishini. Evee, temendo a morte, prendeu-se num tipo de sarcófago, e o lacrou com a Chave Kuroshi que foi lançada em Outra Dimensão. O plano de Evee era recuperar suas forças dormindo no sarcófago para, depois, "ressuscitar" utilizando a Chave. Mas ele não contava que toda a magia contida na Chave teria um efeito colateral: Kuroshi acabou se separando em 5 partes distintas... Que, certamente, foram parar na fonte de magia que destruiu seu criador, os Slyranger originais!
- Mas, pensei que eles tivessem morrido! - interrompia Marie novamente.
- Sim e não. - explica Simas - Ao mesmo tempo em que seus corações pararam de bater, seus espíritos puderam alçar voos mais altos.Tenho certeza que seus espíritos reencarnaram, e estão por aí, vivos em novas formas. A missão prioritária do Império - e a nossa também - é encontrar esses Slyranger reencarnados, para recuperar, ou no nosso caso destruir, a Chave.
- Ok, está tudo muito bom e muito bonito. – interrompia Yuu. – Mas, onde é que entramos nisso tudo?
-Agora mesmo. – explicava Simas. – Segundo o Doutor Jethro, a maior prova de que os Slyranger originais reencarnaram é o sensei de vocês! Quando Saag descobriu o plano de seu irmão, ele já estava à beira da morte. Por isso, enviou sua própria alma para Outra Dimensão, onde esperou por séculos. Até algumas décadas atrás, quando ela tomou a forma humana do Sensei Mushi. Em outras palavras, ele é o próprio Saag renascido! Vocês quatro são os novos guerreiros que ele escolheu por terem o Dom da Magia... Vocês são o Super-Livin' Youth... São o Mushi Sentai Slyranger!

Marie sentou-se por um minuto no chão, tentando absorver toda a informação que recebera em tão pouco tempo. Foi aí que ela percebeu algo.
- Mas Simas, só estou vendo 4 deles. Não deveriam ser 5?
- É que...- ele titubeava - Nós ainda estamos procurando o Quinto Membro... – ele dizia olhando com pesar para seus escolhidos.
Enquanto Marie e Simas conversavam, já era noite em Tóquio. Perambulando pelas ruas da cidade, um jovem garoto de cabelos castanhos rebeldes e seu cão de pelagem da cor do mel. O garoto parecia muito cansado, como se não se alimentasse há dias. Suas roupas estavam sujas e com alguns pequenos buracos. A única coisa que levava consigo era um maço de cigarros no bolso interior da jaqueta. Os dois andavam calmamente, até que ouviram um barulho estranho ao passar por um mercado. As portas estavam fechadas, mas as luzes ainda estavam acesas. Uma plaquinha na porta dizia "24 Horas". Dentro da loja, um homem muito alto, usando uma máscara, apontava uma arma para o casal atrás do balcão.
- Vai, vai, peguem logo o meu dinheiro! Se não... - ameaçava o ladrão.
- Tudo bem, tudo bem! Aqui est-
Antes de terminar a frase, o jovem entrou na loja, com um cigarro apagado na boca. O ladrão rapidamente apontou a arma para ele.
- Sai daqui agora, moleque, e você não se machuca!
- Vocês tem fluido pra isqueiro? - pergunta ele sem prestar a atenção no bandido, apenas olhando para os balconistas.
- Err... Acho que temos ainda lá atrás e-
- VOCÊ ESTÁ BRINCANDO COMIGO? - dizia o ladrão indignado - EU VOU ESTOURAR SEUS MIOLOS, GAROTO!
- É comigo? - dizia o rapaz com desdém - Haha, você acha que vai me matar com essa arminha aí?
- Você está desarmado! E isso aqui é uma shotgun!
- Quer bater uma aposta? Eu aposto que consigo te vencer com a minha arma.
O garoto ergueu o dedão da mão direita e esticou o indicador, como que fazendo uma arma.
- HAHAHAHAHA! Você quer mesmo morrer! OK, eu aposto dez pratas!
O ladrão pegou uma nota em seu bolso da calça e colocou no do casaco.
- Então, quando eu contar "3", disparamos, OK?
-Um... Dois... - contava o jovem maltrapilho. Ao lado do ladrão, começou-se a ouvir um rosnado. Quando ele olhou para esquerda, viu um cachorro com todos os seus dentes à mostra.
- Mas de onde veio esse...
- BANG!
Depois dessa "ordem", o cachorro pulou no ombro do assaltante, mordendo com força. O impacto do cachorro levou o bandido ao chão.
- hehe, não te falei? - disse o jovem rindo. Ele se aproximou e pegou a nota do bolso do ladrão inconsciente. Depois, foi até o balcão. - Pode me pegar o fluído de isqueiro?
Os balconistas lhe deram uma caixa inteira de isqueiros. Sorrindo, o rapaz começou a ir embora.
- ESPERE! - gritou o balconista - Qual é o seu nome?
Ele se virou por um instante, acendeu o cigarro, e disse:
- Meu nome é Akira... Hirano Akira!
E se foi.
[Castelo Flutuante Daishini, algum lugar sobre Tóquio]
- Mas, pai, se a Chave está dentro da alma de alguém, como iremos encontrá-la?
- Não se preocupe, filho! Apesar de ainda estar preso nesse maldito sarcófago, eu já tenho poder o bastante para acordá-los!
- Acordar quem?
- Os ShiRei MaShou do Império Vector!!
Uma energia estranha é emitida do sarcófago do Imperador, criando um tipo de portal. Desse portal saem 4 estátuas de pedra.
- Mas o que são essas estátuas, pai?
- Na minha batalha contra meu irmão e o Conselho, eu contei com a ajuda de minhas criações, as criaturas que eu batizei de Vectoid. Quatro deles, porém, receberam um poder a mais, para que pudessem liderar meu exército. Eles são os ShiRei MaShou de Vector! Quando me prendi nesse sarcófago, eles se tornaram estátuas de pedra. Mas, agora, eu vou revivê-los!
Um raio de luz ofuscante vinda do sarcófago atingiu as estátuas. Depois de uma explosão de luz, os Quatro Generais Demoníacos estavam vivos novamente. Uma das criaturas, que tinha um corpo vermelho coberto por uma couraça negra cheia de espinhos, se ajoelhou. Os outros MaShou o imitaram.
- Apresentem-se!
- MaShou Hellofaya!

O primeiro General que se ajoelhara estava agora de pé. O General ao seu lado, que parecia usar uma armadura feita de placas de metal e um capacete que só deixava à vista seus olhos vermelhos, foi o próximo.
- MaShou Naito!

Seguindo ele, uma General que usava uma leve armadura branca, acompanhada de um chicote.
- MaShou Raven!

O último General era o maior deles, e tinha dezenas de canos de armas de fogo pelo seu corpo escuro.
- Mashou Vulture!

 Agora, os quatro estavam de pé, um ao lado do outro.
- Nós o saudamos, Imperador Evee! - diziam os quatro em uníssono.
- Meus Generais, lhes apresento meu filho, o príncipe do Império Vector, Eyes!
Os MaShou fizeram uma longa reverência e clamaram "Vida longa ao Príncipe Eyes!".
- Mas como eles irão ajudar a recuperar Kuroshi?
- Meu filho, as energias dos ShiRei MaShou podem criar um tipo de radar, para assim encontrarmos a Chave.
Os quatro Generais encostaram suas mãos por um minuto, criando uma luz forte. Depois, aquela luminosidade virou um tipo de bola transparente, com algo aquoso dentro.
- Meu príncipe! – dizia Naito - Permita lhe mostrar o Orbbus, um poderoso rastreador de objetos místicos. Com, ele, poderemos encontrar cada um dos fragmentos da chave. Gostaria de lhe pedir para liderar essa busca!
- Muito bem, Naito! Vá e leve alguns soldados Kallar.
Eyes estalou os dedos, e uma duzia de Kallar entraram no salão.
- Como quiser, Vossa Alteza! Soldados Kallar, vamos!
Ao fim dessa frase, Naito e os Kallar haviam se teleportado para a Terra.
[Base Delux, em algum lugar escondido em Tóquio]
Marie escutou as palavras de Simas, que explicava a razão de só existirem 4 Slyranger. Segundo ele, aqueles quatro foram encontrados abandonados em diferentes orfanatos, possivelmente porque seus pais temiam as estranhas habilidades de seus filhos. O sensei Mushi visitou dezenas de orfanatos, guiado pelo espírito de Saag, procurando jovens que possuíssem o Dom. Quando os encontrou, passou a treiná-los arduamente em seu dojô misturando a magia com suas técnicas ninjas para que eles pudessem ser os novos defensores da Terra. Porém, passados 10 anos desde o início do treinamento deles, nunca acharam indícios de um quinto membro.
- Tenho certeza que existe alguém por aí, mas deve estar com seus poderes mágicos adormecidos, não sabemos ao certo e é isso que me preocupa.- dizia Simas.
Cansado de ouvir aquela história toda, Yuu decide sair para espairecer um pouco. Fazia muito tempo que o ninja não via a cidade, ele era apenas uma criança. Ele passava pelas pessoas que simplesmente o olhavam esquisito. Sem entender nada, o rapaz apenas decidira ignorar aquilo e continuar a caminhar. Ele continuava a admirar a cidade à sua volta quando uma explosão luminosa acontece à sua frente. Uma espécie de monstro usando uma armadura surge no meio da praça, segurando um estranho objeto esférico. Yuu vê a cena boquiaberto, até se recompor e pressionar um botão escondido no aparelho estranho que levava no pulso esquerdo.
[Base Delux, Sala de Comando]
O botão que Yuu utilizara era um alarme secreto, que deveria ser usado sempre que ocorressem atividades estranhas.
- O que são esses alarmes? - indagou Marie - O que está acontecendo, Simas?
O assistente olhou para a tela de um dos muitos computadores da Sala de Comando, e viu a cena que acontecia na praça onde estavam Yuu e Akira.
- Hironobu, Lina, Naru! - Os três vieram até ele - Yuu precisa de ajuda. Aparentemente, as forças de Vector finalmente iniciaram seu ataque! Vão, usem o Sly-Turbo!
Os três correram para a garagem de Delux, e veem o Sly-Turbo, o poderoso jipe desenvolvido para o uso do Mushi Sentai.
- Vamos! Eu dirijo! - disse Hiro correndo para o jipe.
- E desde quando você sabe dirigir? – questionava Lina. – Que eu saiba, nunca saímos daquele dojô.
- Isso mesmo. – confirmava Naru. – Nós ficamos sempre estudando.
- Bom, eu consegui dar minhas escapadas...
- Oh... – Lina parecia se lembrar. – Então aquelas vezes que faltou os treinamentos...
Hironobu sorria um tanto sem graça. Rapidamente assumiu o volante, levando Lina ao seu lado e Naru no banco de trás.
- Veículo de Batalha Sly-Turbo, lançar!! – anunciou Simas pela linha de comunicação da base.
O jipe saiu pela base indo até a praça.
つづく...


 Encerramento: https://www.youtube.com/watch?v=Y5zj3dwNxJw

Enciclopédia da Dra.Marie
- Olá. – dizia a Dra.Marie olhando para a tela. – A partir de hoje iniciaremos esse pequeno quadro com curiosidades do mundo dos insetos! Hoje falaremos sobre o besouro girafa!
*O besouro girafa possui uma parte do tórax muito longa, parecendo um enorme pescoço. Daí o seu nome.
*São insetos comuns em Madagascar, na costa africana e só o macho tem o pescoço longo.
*Na época de reprodução eles enrolam folhas para que as fêmeas depositem os ovos.
- Doutora, o que está fazendo? – dizia Simas a interrompendo.
- Passando um pouco do meu conhecimento, Simas. – ela o respondia. – Mas eu já acabei.
- Ótimo! – dizia o rapaz – Será que a senhora pode me ajudar?
Ela olha para Simas que estava no meio de uma pilha de folhas.
- O que aconteceu? – ela pergunta.
- Eles esqueceram a escotilha aberta...
- Oh, céus... – ela olhava para a câmera. – Por hoje é só, nos vemos na próxima vez com mais curiosidades!

Soya! Preparem suas shurikens! Afiem suas Katanas! Nossa próxima missão é...
Finalmente, o Quinto Membro foi encontrado! Mas o quê? Ele não quer ser um Slyranger!? Enquanto isso, Naito e seu monstro Vectoid Crokker estão em Tóquio, procurando as reencarnações dos Slyranger originais... E destruirão a cidade inteira se for necessário para encontrá-las! Layer 02 – The Ballad of the Kabuto.


Simas
 
Vulture
Raven
Naito
Hellofaya
Dra.Marie

0 comentários:

Postar um comentário